quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Especialmente para o meu pai


Talvez você leia isso hoje, talvez amanhã, talvez daqui um ano ou dez. A verdade do que vou dizer, tenho certeza, será atemporal.

Eu nunca vou me esquecer de cada momento que passamos juntos. O "seu quarto", ou simplesmente o escritório da casa, nunca deixará de me trazer memórias afetivas de quando eu ia para lá apenas para te ver lendo, ou para notar os livros e dvds da estante e ver se algo mudou de lugar.

E também sempre vou me lembrar do quanto sinto orgulho de você ser professor. Alguém que dedica a vida para ensinar outras pessoas é alguém de muito valor, ainda que os dígitos do seu salário muitas vezes não correspondam a isso.

Sabe algo que ficará sempre na minha memória? As partidinhas de futebol que jogávamos no quintal. Eu sempre me sentirei importante podendo fazer as "coisas de menino" com você, sem sentir que estava fazendo algo excepcional. Para mim, eu estava apenas brincando com meu pai.

Os cafés da manhã especiais são algo que eu tento reproduzir de tempos em tempos, mas nunca terão o mesmo valor de quando você produzia. Você acordava cedo, comprava tudo, montava a mesa bonita e nos convidava. Era algo só seu, e ainda é, mesmo que eu tente fazer a mesma coisa.

Pai, em menos de onze meses eu me casarei. Não tenha medo. Eu sempre vou ser sua menininha. Sempre falarei de você com orgulho e você será sempre meu super-herói.

Hoje adulta, acho que você é mais herói ainda. Porque hoje conheço mais os seus defeitos, seus medos e angústias, suas inseguranças e também suas certezas. E, por isso mesmo, sei que você foi e é um pai exemplar, não deve existir poder de super-herói maior que esse. Criar um ser humano é algo sem manual e sem fórmula, e você tem feito isso muito bem.

Te amo pai, e feliz dia dos pais.

Da sua menininha,

Dani

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...