sexta-feira, 15 de julho de 2011

A visão do casamento por uma daminha

Nada a ver com o tema, só adoro essa foto, rs (mamãe e eu)

Ontem li o post fantástico (como sempre), do Felipe, lá no Noivos Internet Clube sobre daminhas e pajens de casamento e acabei me lembrando da minha experiência de vida como daminha, rsrsrs.

Eu fui três vezes daminha e uma vez porta-alianças. Era pra ter sido uma quinta, mas depois da terceira prova do vestido a noiva (que por acaso foi minha professora), desistiu de mim e nem deu satisfação. Criança nunca se esquece de promessa nenhuma, por isso, se chamarem a fulaninha pra ser daminha, vá com ela até o fim, mesmo que ela "não combine mais com o estilo do seu casamento". Anyway, rs, tive uma experiência bacana na vida como daminha, e, em relação à minha infância minha memória preserva quase tudo (ao contrário da minha memória atualmente, rsrs, aliás, acho que o problema deve ser esse, o hd está lotado com as memórias da infância...ah, se for assim então tudo bem, pode continuar assim, nem ligo de ser desmemoriada).

Vou contar como foram para mim as cinco experiências, porque acho que é legal vocês conhecerem sob a visão de uma criança como foi tudo (apesar de que eu nunca fui uma criança muito tradicional, rsrs). Lembrando que eu tenho 23 anos, daí vocês façam as contas para ver o ano em que usei os vestidos, rs.

A primeira vez que fui daminha foi com uns 6 anos. Segundo minha mãe eu vestia um vestido estampado (e eu não tenho foto, e cismava que eram apenas 4 convites para ser dama, mas fui perguntar pra ela qual foto correspondia a essa, ela disse que não estava aqui...tenho quase certeza que ela está errada.) de flores. O problema desse casamento, é que eu tinha acabado de ficar banguela, na semana do casamento, hahahaha. Minha mãe ficou a semana inteira falando "não sorri de boca aberta" , daí eu saí nas fotos sorrindo de boca fechada, o pessoal da igreja me dizendo oi e eu só sorrindo de boca fechada, kkkkkkk. Apesar disso, foi bem divertido. Como menina eu sempre ficava vendo os casamentos me imaginando como a próxima noiva né? kkkk. Era muito divertido.

A segunda vez foi quando eu tinha 7 anos (a partir de agora tem foto, e eu sempre fui pequenininha e com cara de mais nova, então não se surpreendam, rsrs). Ensaiamos a entrada muitas vezes, mas no dia eu entrei muito rápido, coitadinhos do fotógrafo e do cinegrafista, rsrs. Uma coisa eu tenho que admitir. Sentar na cadeirinha que era reservada pra mim, ao lado do pastor, era muito divertido, eu me sentia "a poderosa". Na minha igreja antiga os pastores tinham um lugar reservado lá na frente, por isso eu me sentia mega honrada de sentar no mesmo lugar que eles, rsrs. Uma coisa bem legal era que a cadeirinha era pequena, e o vestido gigante. Por quê? Ora, simples, o vestido cobria a cadeira inteira e parecia que eu estava flutuando no ar, kkkkkkk.
Papai magriiiiiinho comigo, rsrs (detalhe do sorriso forçado pra foto)
A terceira vez eu tinha 8 anos. Meu pequeno irmãozinho estava a caminho e foi muito legal. Eu me senti meio que "dando o exemplo" pra ele, mesmo sem ele ter nascido ainda, e apesar de que ele nunca foi pajem de ninguém, rsrs (bobas as pessoas, porque ele era/é a pessoinha mais bonita existente na face da terra). Enfim, dessa vez a cadeirinha foi um pouco incômoda, porque eu já estava maiorzinha, e foi difícil até de sentar. Mas também dessa vez eu entrei direitinho, devagar até demais, rs.
Eu gostei tanto dessa luvinha, que penso em adotá-la no meu casamento, rsrs
A quarta, e última vez, foi aos 9 anos. Foi a primeira vez que fui porta-alianças, por isso fiquei me sentindo a pessoa mais importante do casamento (e não era? Sem mim não tinha alianças e sem as alianças não tinha casamento, rsrs). Só que foi imensamente chato ter que esperar o casamento todo do lado de fora, até que eu entrasse. De vez em quando eu dava uma espiada na porta, mas a cerimonialista logo brigava comigo e me mandava voltar, rsrs. Mas foi muito legal a experiência, porque eu me senti realmente importante. Quando era daminha, eu entrava, mais gente entrava, depois a noiva. Nesse não, eu entrei, e mais ninguém. O momento era só meu e os "own" eram todos dedicados a mim (apesar de que, pela idade, não eram mais "own", e sim, "nossa, como ela está linda!", rsrs). Nesse casamento eu sentei na cadeira grande, dos pastores, foi o máximo, rsrs.
O vestido mais bonito, na minha opinião. Foto tirada no escritório/biblioteca do papai.
O último, que não aconteceu, eu tinha 12 anos. O que aconteceu foi o seguinte. Aos oito anos a Amanda* foi minha professora. Desde então ela dizia que eu iria ser daminha do casamento dela, quando ela casasse. Ela se tornou minha amiga mesmo, tanto que eu até já tinha ido dormir na casa dela e tudo. Só que acho que ela não esperava tanto tempo para casar. Não lembro se ela já namorava na época, mas acho que sim. Só que só foi casar quando eu já estava com 12 anos (ou 13, não me lembro bem, acho que foi 13). Eu fui, experimentei os vestidos, uma, duas, acho que cheguei a ir três vezes. Daí ela não ligou mais para minha casa. Eu perguntava pra minha mãe, mas ela nunca dava notícias. E nem enviou o convite do casamento. Enfim, maior trauma da minha vida em relação a isso, porque ela era minha amiga poxa (ou pelo menos eu achava assim)? Só porque eu já era grande e não iria ficar bem no casamento como daminha? Então não me chamasse pra experimentar o vestido e me explicasse...eu ficaria chateada e tal, mas tudo bem, criança perdoa (sim, na minha época pessoas com 13 anos ainda eram crianças)...enfim, foi chato e tal, mas passou. Fica a lição de nunca prometer nada, principalmente para crianças, que você não pode cumprir.

Ah, esqueci de falar, adorava brincar depois de cada casamento de ficar rodopiando, rsrs. O efeito do vestido era muito divertido.

Enfim, essa foi minha experiência, espero que tenha ajudado vocês, rsrs.

Bjim!!


* Nome alterado para preservar a identidade da pessoa.

6 comentários:

  1. Olá flor tudo bem com você?
    Está rolando um sorteio lá no meu blog de um topo de noivinhos lindos!
    Para participar é só clicar no link!
    Beijoo e otima semana..
    http://umalindapromessa.blogspot.com/2011/06/sorteio-noivinhos-de-madeira.html

    ResponderExcluir
  2. Olá estava passando e dei uma olhadinha no seu bloguito...
    Lindinho!
    Estou te seguindo.
    Me segue tb para trocarmos figurinhas.

    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Rá! Quantas fotos legais!!!
    ...rs! Adorei saber as experiências de uma pessoa que já passou por isso!!!!
    adorei!
    Sumi mas voltei! Lord Blogger me deu uma trégua e consegui acessar meu blog novamente ... se você me aguentar, continuarei escrevendo!

    Beijo querida!

    ResponderExcluir
  4. Acredita que nunca fui daminha? Que triste..
    Hahaha!

    Está rolando um super sorteio de um kit maravilhoso da Victoria Secrets lá no blog.. não deixe de participar.
    Beeeijo!

    www.blogmundoparalelo.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei Dani .. já fui daminha 4 vezes ... adorei a ideia deste post, acho que farei um em breve ...
    Bjos!

    ResponderExcluir
  6. hauhauhaua muito bom Dani!!!

    Você não mudou nada!

    Acredita que eu nunca fui daminha? sou traumatizada por isso... acho que sou o patinho feio da família!

    Bjsss

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...